Capitão dos Portos de São Paulo visita a Praticagem de São Paulo

12:09

 

O Presidente da Praticagem de São Paulo, Bruno Tavares, recebeu, nesta segunda (17), a vista do CMG Marcelo de Oliveira Sá, Capitão dos Portos de São Paulo, e do CMG Robledo de Lemos Costa e Sá, que assumirá a Capitania dos Portos de São Paulo no dia 26 de janeiro. O Diretor Institucional da Praticagem Carlos Alberto de Souza Filho fez uma apresentação destacando o trabalho dos práticos na região.

Marinha realiza ação de presença na Bacia de Santos

11:35

                    

Durante a Operação “Aspirantex/2022”, a Marinha do Brasil (MB) realizou ação de presença na Bacia de Santos por meio de um Grupo-Tarefa, capitaneado pelo Navio-Aeródromo Multipropósito “Atlântico” e composto pelos Navio Doca Multipropósito “Bahia”, Fragata “Liberal” e Fragata “Independência”.

 Na ocasião, os navios reforçaram a segurança da Zona Econômica Exclusiva na região da Bacia, maior produtora de petróleo e gás natural do Brasil. Em números, os 20 campos petrolíferos equivalem a 63% da produção de petróleo e de 64% do gás natural da produção nacional.

A ação de presença naquela parcela da Amazônia Azul reafirma a preocupação da MB em proteger as riquezas, garantir a soberania e a defesa dos interesses econômicos do Brasil. Além disso, visa à dissuasão de eventuais riscos ao desenvolvimento da Economia Azul, conceito que define a contribuição dos oceanos à economia por meio do uso dos recursos vivos e não vivos em benefício do desenvolvimento nacional.

 Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha

Navio-Veleiro “Cisne Branco” regressa da comissão de divulgação da regata Velas Latinoamérica 2022

07:03

 

O Navio-Veleiro Cisne Branco” atracou, em 19 de dezembro, na Base Naval do Rio de Janeiro, após participar dcomissão de divulgação da regata “Velas Latinoamérica 2022”, que será coordenada pela Marinhacom foco na celebração dos 200 anos da Independência do Brasil.

 
A comissão de divulgação da “Velas Latinoamérica 2022” fará parte das celebrações do bicentenário da Independência do Brasil e possibilitará, pela presença dos “grandes veleiros”, em portos nacionais, a oportunidade de rememorar os feitos históricos do processo de independência do País, dentre as quais a participação da Esquadra na afirmação e na consolidação da soberania brasileira.
 
divulgação da regata teve início em agosto, no Rio de Janeiro, e foram visitados os seguintes portos: Rio Grande, no Rio Grande do Sul; Montevidéu, no Uruguai; Buenos Aires, na Argentina; Punta Arenas e Valparaíso, no Chile; Callao, no Peru; Guaiaquil, no Equador; Cartagena, na Colômbia; Port of Spain, em Trindade e Tobago; e Fortaleza, no Ceará. Foram 86 dias de navegação, cobrindo cerca de 13 mil milhas náuticas.
 
Mesmo após o longo período de comissão, o navio encontra-se pronto em perfeitas condições para se fazer ao mar, novamente, e representar a Marinha e País no ano da comemoração do bicentenário da Independência do Brasil.


Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha