Homenagem na Praticagem de São Sebastião

06:05

Três funcionários da Praticagem de São Sebastião foram homenageados por terem participado da operação realizada em abril de 2019 para fundear em segurança dois petroleiros carregados e atrelados um ao outro por cabos de aço, que estavam à deriva no Canal de São Sebastião.

A noite de dia 28 de abril de 2019 ficou para a história. Depois de seis horas de um trabalho cuidadoso e realizado com muita eficiência, os práticos Márcio Teixeira e Fábio Abreu conseguiram evitar um grave acidente com os dois petroleiros da classe Suezmax carregados de óleo.

Eles fundearam em segurança os navios atrelados um ao outro por cabos de aço, que estavam à deriva no Canal de São Sebastião, no meio de uma enorme tempestade com ventos de mais de 130 km/hora e ondas de quase dois metros. Pela operação realizada no Terminal Almirante Barroso, no Porto de São Sebastião, os práticos receberam o Prêmio IMO por Bravura Excepcional no Mar, da Organização Marítima Internacional, considerado o de mais alto reconhecimento mundial.

Só que naquela noite, outros três profissionais da Praticagem participaram ativamente da operação em que os dois práticos controlaram os navios levados pela força do vento e das correntes marítimas e que rumavam perigosamente para Ilhabela, colocando em risco seus moradores e o meio ambiente: o operador do CO Sidney Cirilo dos Santos, o mestre de lancha Sandro Carvalho de Santana e o marinheiro de lancha Rodrigo Lourdes do Nascimento, que garantiram o embarque seguro para os dois práticos.

Por essa ação nesta manhã de segunda eles foram homenageados e receberam placas comemorativas entregues por Lélio Console, Presidente da Praticagem de São Sebastião, em cerimônia realizada na sede da Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião: “Nosso trabalho é realizado em equipe e eles também contribuíram também com presteza, coragem e determinação para o sucesso dessa operação arriscada. Essa homenagem é uma forma de valorizar o trabalho tão importante desses profissionais para a excelência do serviço de praticagem”, disse Lélio.

Também participaram da cerimônia o Gerente da Praticagem de São Sebastião Álvaro Adrião Cassese Cunha, o Delegado da Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião CMG Adriano e o ajudante da Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião CC Brito.

 Como foi o acidente

 No dia 28 de abril de 2019, os práticos Márcio e Abreu foram alertados pelo gerente do Terminal que, devido a rajadas de vento inéditas de até 70 nós, os cabos de amarração de dois petroleiros atracados em operação navio a navio estavam partindo. Com pouca visibilidade, causada por fortes chuvas e ondas altas no canal, os dois práticos embarcaram na lancha da Praticagem para tentar chegar aos petroleiros, quando perceberam que os navios já estavam à deriva.

 Em condições bastante desafiadoras, Márcio conseguiu embarcar no navio-tanque Rio 2016 e Abreu no Milton Santos, onde encontraram a tripulação bastante apreensiva. Inicialmente ele se informou sobre a situação crítica para planejar a melhor abordagem, uma vez que os dois navios ainda estavam conectados por mangueiras de óleo e cabos de amarração e derivando para a região de Ilhabela.

Os dois práticos manobraram cuidadosamente o Milton Santos para longe do Rio 2016 com o auxílio de rebocadores e, após quase seis horas estressantes, o navio finalmente também largou a âncora.


 


You Might Also Like

0 comentários