terça-feira, 12 de novembro de 2019

VIII WORKSHOP DE DIREITO MARÍTIMO

Com a finalidade de promover o debate e difundir competências na área do Direito Marítimo, o Tribunal Marítimo, realizará no dia 13 de Novembro de 2019, no Auditório do Centro Empresarial Internacional Rio - RB1, Av. Rio Branco nº 1, Centro, Rio de Janeiro, RJ, o VIII Workshop de Direito Marítimo do Tribunal Marítimo. Nesta edição, o tema central será “A Amazônia Azul, o Futuro da Cabotagem e o Descomissionamento de Plataformas de Petróleo”.


O público-alvo será formado por integrantes da esfera da Autoridade Marítima, do Judiciário – Juízes, advogados maritimistas, profissionais que atuam direta ou indiretamente com o Direito Marítimo, estudantes de Direito; e de empresas do segmento da navegação.
Traje: Civil – Passeio Completo / Militar – uniforme 5.5 ou correspondente.


Programação: Fonte: Tribunal Marítimo

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Navio-Patrulha “Guaratuba” realiza combate a incêndio em lancha

Navio-Patrulha “Guaratuba” se aproxima de uma lancha em chamas nas proximidades da Ilha de Maré, na Bahia
 
No fim da tarde do dia 6 de novembro, o Navio-Patrulha “Guaratuba”, que regressava para a Base Naval de Aratu, após o emprego no monitoramento e contenção das manchas de óleo, avistou uma lancha, registrada com o nome de “Shekhinah”, em chamas, nas proximidades da Ilha de Maré, na Baía de Todos-os-Santos. O navio, subordinado ao Comando do 2° Distrito Naval (Com2ºDN), aproximou-se da embarcação e iniciou o combate ao incêndio.
 
A lancha seguiu para as proximidades da ilha, onde as profundidades são abaixo de dois metros, o que impediu a continuidade do combate pelo Navio-Patrulha. Uma embarcação da Capitania dos Portos da Bahia foi ao local e deu continuidade ao combate.
 
Os dois tripulantes foram resgatados no início do incêndio e encontravam-se sem ferimentos e, aparentemente, em boas condições de saúde.
 
Militares da Marinha do Brasil iniciam combate a incêndio em lancha

Fonte: Marinha do Brasil

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Navio Polar “Almirante Maximiano” realizada primeira visita ao Porto de Punta Arenas, Chile, durante a 38ª Operação Antártica

Visita protocolar ao Comandante-em-Chefe da Terceira Zona Naval da
 Armada do Chile, em Punta Arenas
 
Entre os dias 25 e 28 de outubro, durante a 38ª Operação “Antártica”, o Navio Polar “Almirante Maximiano” atracou no porto de Punta Arenas, Chile, a fim de realizar reabastecimento e o embarque de pessoal com destino à Estação Antártica Comandante Ferraz.
 
Após a atracação, foram recebidos a bordo o Cônsul Honorário do Brasil em Punta Arenas, Mario Babaic; o Adido de Defesa e Naval no Chile, Capitão de Mar e Guerra Alexandre Taumaturgo Pavoni; e o Oficial às Ordens da Armada do Chile, Capitán de Fragata Juan Pablo Villanueva Alvarez de Toledo.
 
Ainda no dia 25 de outubro, o Comandante do Navio, Capitão de Mar e Guerra João Candido Marques Dias, acompanhado do Cônsul e do Adido de Defesa e Naval, realizou visita protocolar ao Comandante em Chefe da Terceira Zona Naval da Armada do Chile, Contra-Almirante Ronald Baasch Barberis.
 
A parada na cidade de Punta Arenas oferece aos “navios vermelhos” um importante ponto de apoio logístico, proporcionando, ainda, a espera da janela meteorológica para atravessar o Estreito de Drake, região conhecida por seus mares bravios.
 
No dia 28 de outubro, o navio suspendeu de Punta Arenas em direção ao continente antártico, tendo navegado pelos estreitos austrais, incluindo o famoso e importante Canal de Beagle.
 
 
Navio Polar “Almirante Maximiano” atracado no Muelle Pratt, em Punta Arenas

Fonte: Marinha do Brasil

Ricardo Falcão assume o Conapra novamente em fevereiro



O Vice-Presidente da Associação Internacional de Práticos Marítimos (IMPA), Ricardo Augusto Leite Falcão, do Grupo Bacia Amazônica Práticos, foi eleito para novo mandato de dois anos à frente do Conselho Nacional de Praticagem (Conapra). A assembleia que ratificou o seu nome ocorreu no último dia do 43º Encontro Nacional de Praticagem, em Maceió (AL).

Ricardo Falcão substitui Gustavo Henrique Alves Martins no cargo de Diretor-Presidente do Conapra, a partir de fevereiro. O Prático Gustavo Martins, lotado em Paranaguá (ZP-17), foi eleito
para mandato de três anos como Presidente da Federação Nacional dos Práticos (Fenapráticos), que representa os profissionais no âmbito trabalhista, enquanto o Conapra é a associação das entidades de Praticagem com foco no aprimoramento técnico da atividade e da qualidade do serviço.

– Sou um Prático da Amazônia, amo o meu estado, o Amapá, e estou muito feliz com a possibilidade desse novo desafio, substituindo o Prático Gustavo Martins, que fez um excelente trabalho nos últimos cinco anos – disse Falcão logo após a sua escolha.

Prático atuante na maior Zona de Praticagem do mundo (ZP-01), que se estende por 1.300 milhas náuticas nos estados do Amapá, Pará e Amazonas, ele foi Diretor-Presidente do Conapra em duas gestões, de 2011 a 2014. Em 2018, foi reeleito Vice-Presidente da IMPA por mais quatro anos.

O atual Presidente da Fenapráticos, Prático Otavio Augusto Fragoso Alves da Silva, lotado no Rio de Janeiro (ZP-15), foi eleito Diretor Vice-Presidente na chapa de Falcão. Ele também já esteve à frente do Conapra, em 2003 e 2004. Confira como ficou a administração para 2020 e 2021.

Diretoria Executiva

Diretor-Presidente Ricardo Augusto Leite Falcão (ZP-01)
Diretor Vice-Presidente Otavio Augusto Fragoso Alves da Silva (ZP-15)
Diretor Bruno Fonseca de Oliveira (ZP-05)
Diretor João Bosco de Brito Vasconcelos (ZP-19)
Diretor Marcos de Castro Alves (ZP-01)
Conselho Fiscal

Claudio Peres de Queiroz (ZP-01)

Igor de Assis Sanderson de Queiroz (ZP-06)

Ivan Ricci (ZP-19)

Fonte: CONAPRA

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Soberania: Navio-Patrulha Guaporé intensificará fiscalização marítima do 8º Distrito Naval, no litoral de São Paulo.


 O Navio-Patrulha Guaporé atracou, Nesta terça-feira (5), o Navio-Patrulha Guaporé atracou no Porto de Santos O Almirante Rocha – Comandante do 1° Distrito Naval no Rio de Janeiro veio especialmente para a cerimônia de transferência do navio-patrulha à jurisdição do 8º Distrito Naval - Almirante Mello e ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sul-Sudeste foi realizada nesta terça-feira, no cais da Marinha.


O navio servirá para intensificar as ações de fiscalizações marítimas no litoral de São Paulo, o Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sul-Sudeste, da Marinha do Brasil, em Santos.

A embarcação pertencia ao 1° Distrito Naval no Rio de Janeiro e agora ficará atracado aqui no Cais do Comando, em Santos.
O Grupamento de Patrulha Naval do Sul-Sudeste possuía duas embarcações, o Barracuda e o Espadarte. O navio-patrulha Guaporé foi o segundo navio entregue neste ano, em outubro chegou ao Porto de Santos o Navio-Patrulha Guajará. A tripulação do Guaporé conta com cinco oficiais e 24 praças, que eram do Rio de Janeiro e também foram transferidos para Santos.
Os navios patrulhas Guaporé e Guajará contém 200 toneladas e possuem armamento. Eles fazem patrulha naval até 200 milhas da costa, garantindo a nossa Soberania.














terça-feira, 5 de novembro de 2019

Marinha e Ibama inspecionam o rio Massananga e a Bacia do Porto de Suape, em Pernambuco

Ação realizada no rio Massananga
O rio Massananga e a Bacia do Porto de Suape, em Pernambuco, foram inspecionados por mergulhadores da Marinha do Brasil, com apoio do Ibama, no dia 3 de novembro. Não foram encontrados vestígios de óleo no fundo do rio nem na área marítima próxima ao Porto.
Os militares seguem atuando diuturnamente no monitoramento e limpeza das manchas de óleo que atingem o litoral do Nordeste.
Mergulhadores da Marinha na área próxima ao Porto de Suape

Fonte: Marinha do Brasil

Praticagem da Bahia instala Balizamento Virtual em Salvador

O Centro de Operações da ZP-12, responsável por coordenar as manobras de Praticagem realizadas pelos 37 Práticos da Bahia, incorporou mais uma ferramenta tecnológica que proporcionará um incremento na SEGURANÇA das operações portuárias na Baía de Todos os Santos (BTS). Trata-se da adoção do BALIZAMENTO VIRTUAL.

Esta ferramenta permitirá a demarcação virtual de parte do canal de aproximação e da bacia de evolução do Porto de Salvador, contribuindo para ampliar a consciência situacional dos Práticos em momento crítico da manobra, além de proporcionar melhor condição de navegação ao elevar a menor profundidade dos atuais 14,3m para 14,8m, sem a realização de dragagem.

 O BALIZAMENTO VIRTUAL também será empregado para sinalizar uma rota segura aos navios de grande calado (>20m) que demandarem a região do interior da BTS para a realização de operações Ship to Ship (STS) assim que estas manobras estejam devidamente autorizadas.
Pontualmente o BALIZAMENTO VIRTUAL também contribuirá para a manutenção da Segurança da Navegação na BTS ao sinalizar virtualmente eventuais Sinais Náuticos físicos desaparecidos até o seu restabelecimento.

A adoção deste recurso tecnológico pela Praticagem da Bahia, atendendo aos padrões internacionais estabelecidos pela Associação Internacional de Autoridades em Auxílios à Navegação Marítima e Faróis (AISM/IALA) e devidamente ratificados pela Autoridade Marítima Brasileira, além de colaborar para a manutenção da SEGURANÇA das operações portuárias, contribui para a projeção da Baía de Todos os Santos no cenário nacional como região ideal para o desenvolvimento de novos negócios em face das extraordinárias condições naturais e tecnológicas encontradas e desenvolvidas.

Fonte: Praticagem da Bahia