Marinha participa da “15ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia”

19:14

Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, durante Cerimônia de abertura da 15ª SNCT
A Marinha do Brasil participou, mais uma vez, da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que ocorreu no período de 15 a 21 de outubro, com o tema: “Ciência para a redução das desigualdades”. A SNCT é realizada todos os anos, sob a coordenação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em todo o Brasil, sendo o maior evento de popularização da ciência no país.
Em Brasília, a abertura oficial da 15ª SNCT ocorreu no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, no dia 16 de outubro, com a presença do Ministro do MCTIC, Gilberto Kassab. Também participaram da Cerimônia o Presidente em exercício da Finep, Ronaldo Camargo, o Secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento, Alvaro Prata, o Presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Mario Neto Borges, e o Assessor de Relações Institucionais da DGDNTM, Capitão de Mar e Guerra André Moraes Ferreira.
O evento em Brasília abrigou estandes que trouxeram ao público experimentos científicos e tecnológicos, além de Cine Debate, Mini cursos, Oficinas, palestras e workshops. OS 71 estandes presentes disponibilizaram para os visitantes atividades voltadas à popularização da ciência, promovidas por 80 instituições, entre elas a Marinha do Brasil.
O estande da Marinha foi coordenado pela DGDNTM, onde estiveram presentes: o Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), o Centro de Análises de Sistemas Navais (CASNAV) e o Instituto de Pesquisas da Marinha (IPqM).
Durante a visitação ao estande, o público teve a sensação de “navegar” com o Simulador de Passadiço, desenvolvido pelo CASNAV, que trouxe também o simulador de paraquedas, dando aos visitantes a sensação realista de vôo e pouso de paraquedas. Já o CTMSP trouxe para a Semana o Programa de Submarinos da Marinha (PROSUB), com maquetes do Submarino Nuclear e do Reator. O IPqM apresentou seus Sistemas digitais, a exemplo do Sistema de Controle e Monitoração (SCM).
Embaixador da Nasa no Brasil, João Paulo, no simulador de Paraquedas da Marinha

fonte: Marinha do Brasil

Navio Patrulha “Bocaina” auxilia no combate a incêndio em um estabelecimento em Portel-PA

19:11

Militares do Navio Patrulha “Bocaina” apoiam
 trabalho de rescaldo
No dia 26 de outubro, o Navio Patrulha “Bocaina” prestou assistência ao combate a um incêndio na cidade de Portel-PA, localizada no Arquipélago do Marajó-PA.
O navio encontrava-se participando da Operação de Garantia de Votação e Apuração das eleições 2018, quando tomou conhecimento do incêndio. Imediatamente o navio enviou seu Grupo de Socorro Externo (GSE) para auxiliar no combate ao incêndio, além de médico e enfermeiro para prestar assistência, caso necessário.
O incêndio ocorreu em um prédio local e se alastrou para diversos outros estabelecimentos. O GSE do navio prestou atendimento médico, auxiliou no isolamento do local e controle da população, o que permitiu a continuidade dos trabalhos de rescaldo, remoção de escombros e investigação inicial das causas do incêndio.
GSE do navio desloca-se para a cidade de Portel-PA

fonte: Marinha do Brasil

Chefe do Estado-Maior da Armada recebe representantes da Agencia Nacional do Petróleo e da Petrobras

18:12

O Chefe do Estado Maior da Armada, Almirante de Esquadra Ilques, o Diretor de Hidrografia e Navegação, o Coordenador do Orçamento da Marinha e o Secretário da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar com os representantes da ANP e da Petrobras
No dia 25 de outubro, o Chefe do Estado-Maior da Armada recebeu representantes da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e da Petróleo Brasileiro S.A (Petrobras) a fim de  iniciar  tratativas para viabilizar um projeto para construção, com aproveitamento dos recursos disponíveis no fundo de P,D&I, de Navios de Pesquisa Hidroceanográficos semelhantes ao “Vital de Oliveira”.
O encontro contou com a participação de representantes da Secretaria-Geral da Marinha; da Diretoria de Hidrografia e Navegação, a qual os navios, após construídos, deverão ser subordinados; e da Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar, recentemente habilitada pela ANP a realizar atividades de pesquisa e desenvolvimento, na área de apoio logístico concernente ao Plano Setorial para os Recursos do Mar e ao Programa Antártico Brasileiro.
A Lei nº 9.478/1997, que dispõe, entre outros assuntos, sobre a política energética nacional, estabelece uma cláusula de incentivo obrigatório em pesquisa, desenvolvimento e inovação (P,D&I), que deve ser respeitada em todos os contratos de exploração e produção de petróleo e gás natural. Determina, ainda, que os concessionários invistam 1% do valor da receita bruta gerada pelos campos de grande rentabilidade ou com grande volume  em projetos de P,D&I, cabendo à ANP fiscalizar o cumprimento desta obrigação.

fonte: Marinha do Brasil

Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves promove evento alusivo ao “Outubro Rosa”

18:11

Evento Alusivo ao “Outubro Rosa”
Em 25 de outubro, o Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves (CIAMPA) promoveu uma manhã de sensibilização, em alusão ao “Outubro Rosa”. Voluntárias da Associação de Apoio à Mulher Portadora de Neoplasia ministraram uma palestra preventiva para toda a tripulação e para os adolescentes do Programa Forças no Esporte (Profesp-CIAMPA). 
A palestra reforçou a orientação sobre a importância do diagnóstico precoce, esclarecendo dúvidas em relação ao câncer de mama que aflige tanto mulheres, como homens. Finalizando a palestra, o depoimento de Rosa Porto, que foi acometida por esta doença, emocionou a todos com sua história de superação.
Além da palestra, foram realizadas algumas oficinas direcionadas para as mulheres, como: meditação, que alivia os níveis de estresse e, consequentemente, diminui hormônios como adrenalina e cortisol reduzindo a probabilidade de desenvolver um câncer; autoexame, principal instrumento contra o câncer de mama; e maquiagem que trabalha a melhoria da autoestima das mulheres.
Foi um dia de muito aprendizado e integração. O CIAMPA reforça sua atuação como agente sócio educador e de transformação positiva da sociedade ao seu redor, uma vez que as pessoas que participaram do evento tornam-se multiplicadores das informações aqui compartilhadas.
Outubro Rosa
O “Outubro Rosa” é um movimento de conscientização nascido na década de 90 que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.
Tripulação Feminina do CIAMPA

fonte: Marinha do Brasil

Nova embarcação do Comando do 5º Distrito Naval chega a Rio Grande-RS

19:40

Navio de Apoio Oceânico “Mearim” no trânsito
 para Rio Grande-RS
Chegou a Rio Grande-RS, no dia 25 de outubro, a nova embarcação subordinada ao Comando do 5º Distrito Naval (Com5ºDN), o Navio de Apoio Oceânico (NApOc) “Mearim”. O navio foi incorporado à Marinha do Brasil em julho deste ano e é o primeiro navio da classe e o sexto a ostentar o nome que homenageia o Rio “Mearim” que banha o estado do Maranhão. Ele desempenhará as seguintes tarefas, no Com5ºDN: apoio logístico móvel, patrulha e inspeção naval, busca e salvamento e minagem.
Nos dias 3 e 4 de novembro o NApOC “Mearim” estará aberto a visitação pública em Rio Grande. No caminho, em Itajaí-SC, a embarcação também foi aberta para visitação pública e recebeu cerca de mil visitantes entre os dias 20 e 21 de outubro.
Cerca de mil visitantes foram recebidos em Itajaí-SC

fonte: Marinha do Brasil

Agência Fluvial de Parintins realiza ciclo de palestras nas escolas do município

19:38

Palestra sobre Segurança da Navegação nas Escolas
No dia 18 de outubro, a Agência Fluvial de Parintins, subordinada à Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental, deu continuidade ao ciclo de palestras do Projeto “Segurança da Navegação nas Escolas”, na Escola Estadual Aderson de Menezes.
A atividade teve como propósito disseminar conhecimentos sobre ações e práticas seguras a bordo de embarcações aos estudantes, a fim de que, por meio deles, se divulgue na sociedade local a mentalidade de Segurança da Navegação.
A ação enfatiza a necessidade do uso efetivo do colete salva-vidas em embarcações, como forma simples e eficaz de preservar a vida em caso de acidentes de navegação.
Durante a palestra, houve demonstração da forma correta do uso do colete salva-vidas, para mais de 170 alunos do Ensino Fundamental.
Instruções para o uso correto dos coletes salva-vidas

fonte: Marinha do Brasil

NVe “Cisne Branco” realiza velejada em Salvador-BA com vencedores de concurso nacional de redação

17:07

Navio-Veleiro "Cisne Branco" veleja pela Baía de Todos-os-Santos levando os vencedores da Operação “Cisne Branco” 2017
O Navio-Veleiro (NVe) “Cisne Branco” realizou uma velejada pela Baía de Todos-os-Santos, no dia 19 de outubro, levando a bordo os estudantes vencedores, em nível nacional, da edição 2017 da Operação “Cisne Branco” – concurso de redação promovido pela Marinha do Brasil há mais de 30 anos, sobre temas relacionados ao mar e à Força. O evento fez parte da premiação dos estudantes Matheus Luquini, aluno do 9º ano do Colégio Militar de Salvador, primeiro colocado do ensino fundamental, e Isadora Ludwig, então aluna do Colégio Militar de Porto Alegre, primeira colocada do ensino médio, que atualmente cursa faculdade de medicina.
Após serem cumprimentados e apresentados pelo Comandante do 2º Distrito Naval, Vice-Almirante Almir Garnier Santos, os estudantes subiram ao convés para acompanhar as manobras do “Cisne Branco”, um navio tipo clippercom três mastros, que representa o Brasil em eventos náuticos em diversas partes do mundo. O navio também é utilizado para instrução às novas gerações de marinheiros sobre as técnicas e tradições da navegação à vela.
Natural de Salvador-BA, Matheus Luquini mostrou-se realizado por velejar nos mares baianos. “Meu sentimento é de gratidão por ter meu esforço reconhecido e estar aqui, nesta manhã linda, na Baía de Todos-os-Santos, a mais bonita do Brasil, neste navio, que é tão bonito e fascinante”, declarou. Já a estudante gaúcha Isadora Ludwig, que esteve em Salvador pela primeira vez  para embarcar no “Cisne Branco”, sentiu-se presenteada. “Recebi a notícia que tinha vencido o concurso no dia do meu aniversário. Então, esse mar lindo e esse navio maravilhoso fazem parte de um grande presente que a Marinha está me dando”, ressaltou.
Convidada a participar da velejada junto com outras personalidades da comunidade náutica baiana, a atual campeã de vela na categoria 420, Marina Ardnt, se juntou à tripulação do “Cisne Branco” nas manobras com as velas do navio. “Foi mais difícil do que pensei, mas muito gratificante”, disse a velejadora sobre a experiência.
Ao final da velejada, os convidados receberam os cumprimentos do comandante do navio, Capitão de Mar e Guerra Adriano Marcelino Batista, e o navio atracou no porto de Salvador ao som da canção “Cisne Branco”, executada pela Banda do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador, que aguardava no cais.
Os alunos recebem os cumprimentos do Comandante do 2º Distrito Naval e do Comandante do navio

fonte: Marinha do Brasil

Diretoria de Hidrografia e Navegação lança Sistema de Previsão de Correntes de Maré em Águas Rasas

17:05

Imagem do software, disponível para computadores de mesa e portáteis
A Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) lançou, no dia 28 de setembro, por ocasião das comemorações alusivas ao Dia do Hidrógrafo, o Sistema de Previsão de Correntes de Maré em Águas Rasas (SISCORAR). Trata-se de um software capaz de prever a intensidade e a direção da corrente gerada pela interação da maré astronômica com a batimetria existente em regiões de águas rasas.
O programa foi desenvolvido pela equipe da Rede de Modelagem e Observação Oceanográfica (REMO), como resultado de um termo de cooperação firmado entre o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) e a Petrobrás. Em sua primeira versão, o aplicativo conta com dados referentes à Baía de Guanabara, no estado do Rio de Janeiro, e permite ao usuário obter informações sobre as correntes de maré de forma simples.
Anteriormente, o acesso a essas informações se dava pelas Cartas de Correntes de Maré (CCM), que demandavam cálculos por meio de ábacos e tabelas, possuíam aproximações abaixo da capacidade computacional da atualidade e previam apenas condições específicas de correntes de maré adequadas a períodos de sizígia. O SISCORAR, por sua vez, prevê as correntes de maré em quaisquer horários e com maior precisão, sem que seja necessário o acesso à internet após sua instalação e, devido às técnicas de modelagem mais sofisticadas empregadas no sistema, não há mais a necessidade de realização de cálculos adicionais por parte do usuário.
software contribui para o aumento da segurança da navegação, pois permite o melhor planejamento das atividades marinheiras. Ele também pode ser utilizado por embarcações de esportes náuticos e recreio, navios mercantes, terminais, portos e comunidade marítima em geral.
A aplicação e instruções de uso encontram-se disponíveis para download no sítio eletrônico do CHM na internethttps://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm/corrente-de-mare.

fonte: Marinha do Brasil

Agência Fluvial de Imperatriz entrega prêmios da Operação “Cisne Branco” 2018

17:51

Palestra proferida sobre Operação “Cisne Branco” 2018
No dia 16 de outubro, a Agência Fluvial de Imperatriz realizou a cerimônia de entrega de prêmios para os alunos que participaram da Operação “Cisne Branco” (OCB) 2018, na cidade de Imperatriz-MA. OCB é um concurso de redação, conduzido pela Marinha do Brasil, para despertar o interesse pelos assuntos ligados ao Poder Naval, Poder Marítimo, “Amazônia Azul” e à História Naval do Brasil. Neste ano, o tema escolhido para o ensino fundamental foi "No mar, segurança em primeiro lugar" e para o ensino médio, “Marinha do Brasil: mais do que uma carreira, uma opção de vida".
Os alunos produziram redações que foram avaliadas nos seguintes quesitos: conteúdo, desenvolvimento, apresentação e criatividade. Foram selecionadas as 15 melhores para receber medalha e diploma OCB 2018. Em primeiro lugar, ficaram os estudantes do Colégio Militar Tiradentes II, Alexandre Jardim Bandeira de Sousa, do ensino médio, e Laís Cristina Rocha Sousa, do ensino fundamental. Eles receberam uma premiação especial da Sociedade Amigos da Marinha em Imperatriz e vão continuar no concurso, concorrendo nos âmbitos regional e nacional.
Para o aluno Alexandre, o concurso o ajudou a se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio. “Fazer esta redação da OCB é uma forma de nos testar e saber se realmente estamos estudando corretamente”. A estudante Laís comentou a experiência: “Foi muito legal, porque a gente ficou por dentro do que a Marinha do Brasil faz por nossa Nação e quão importante é seu trabalho”.
Agente Fluvial de Imperatriz, Capitão-Tenente Roberto, alunos agraciados e familiares

fonte: Marinha do Brasil

Comandante do 8º Distrito Naval visita Tanque de Provas Numérico na USP

17:47

Prof. Dr. Eduardo Tannuri explica o funcionamento dos simuladores ao Contra-Almirante Mello, acompanhado do Capitão de Mar e Guerra (EN) Prado
No dia 18 de outubro, o Comandante do 8º Distrito Naval, Contra-Almirante Claudio Henrique Mello de Almeida, visitou o Tanque de Provas Numérico (TPN), na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).
O TPN possui um centro de simulações de manobras composto por quatro simuladores com tecnologia 100% nacional, empregados em estudos e pesquisas voltadas à área portuária e offshore.
O Simulador Marítimo Hidroviário (SMH) é um sistema que permite simulação do controle humano sobre a embarcação, voltado ao estudo de manobrabilidade de embarcações de forma geral.
A Marinha possui um convênio com a USP para a formação de Oficiais-Alunos em diversas áreas da Engenharia e o TPN é um importante laboratório para capacitação dos alunos do curso de Engenharia Naval e Mecatrônica.

fonte: Marinha do Brasil

2º Batalhão de Operações Ribeirinhas participa da Operação “Ribeirex 2018”

18:41

Militares do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas nas embarcações de transporte de tropa
O 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas (2°BtlOpRib) participou da Operação “Ribeirex 2018”, no período de 1º a 19 de outubro, nas proximidades do município de Parintins, no Amazonas. A tropa do 2ºBtlOpRib contou com um efetivo de 101 militares e 18 embarcações de transporte de tropa.
Os adestramentos envolveram ações típicas de operações ribeirinhas, que se iniciaram com o embarque da tropa e do material nos meios navais do Comando de Patrulha Naval do Norte, subordinado ao Comando do 4º Distrito Naval.
Em seguida, ocorreu o movimento para a área de operações, por meio do deslocamento dos navios. Durante a travessia entre Belém-PA e Parintins-AM, foi realizado o briefing da manobra, com informações e instruções sobre a missão e a tarefa a ser executada.
No decorrer da operação, os adestramentos foram voltados para a proteção dos meios navais, esclarecimento de margem, reconhecimento de pontos críticos, desembarque ribeirinho e ação no objetivo, que corresponde ao ataque da tropa a um determinado local em terra.
O Primeiro-Tenente (FN) Willison Jeferson de Medeiros destacou a importância da operação. “Durante o ano de 2018, realizamos vários adestramentos que convergiram para a atividade fim das operações ribeirinhas. A interação entre os militares e os meios da Marinha na Amazônia reafirmou a relevância que a ‘Ribeirex’ proporciona para a manutenção da soberania do nosso país”.
Para o Comandante do 2ºBtlOpRib, Capitão de Fragata Celio Litwak Nascimento, a “Ribeirex” é uma oportunidade de manutenção da prontidão operativa. “Estreitamos dos laços de amizade com os Fuzileiros Navais do 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas, sediados em Manaus, que também participaram desta operação”, comentou.
A “Ribeirex” é um exercício anual que possui uma temática de Controle de Área Ribeirinha. A cada ano, são ativadas as chamadas Áreas de Operações, locais pré-determinados, em sistema de revezamento, ora na Amazônia Oriental, ora na Amazônia Ocidental.
Militares do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas durante ensaio para o desembarque tático

fonte: Marinha do Brasil

Militares do Intercâmbio Naval do Brasil no Paraguai ministram instruções de armamento e técnicas de tiro

18:39

Primeiro-Sargento (FN) Caffaro ministra instrução de armamento e técnicas de tiro para alunos da EPSOA
No dia 18 de outubro, em complemento ao Curso de Capacitação dos Sargentos de diversas especialidades da Armada Paraguaia (ARPAR), militares do Intercâmbio Naval do Brasil no Paraguai ministraram instrução de armamento e técnicas de tiro para alunos da Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos da Armada (EPSOA).
O Intercâmbio Naval do Brasil no Paraguai atua junto ao Comando de Institutos Navais de Ensino (CINAE), nos cursos da Escola de Comando e Estado-Maior da Armada (ECEMA) e da Escola de Formação de Suboficiais da Armada (EFSOA), atualmente contando com um Oficial do Corpo de Intendentes e dois militares do Corpo de Fuzileiros Navais, que desenvolvem atividades no Curso de Estado-Maior para Oficiais Superiores, Aperfeiçoamento de Oficiais e de Praças, além do Curso de Capacitação de Guardas-Marinha.
As atividades do Intercâmbio fortalecem os laços entre a Marinha do Brasil e a ARPAR, e contribuem para o contínuo desenvolvimento de conhecimentos em conjuntos entre as Forças.
Turma do EFSOA e instrutores após exercício de tiro

fonte: Marinha do Brasil

Concurso de Redação “Amazônia Azul” é lançado no Salão Histórico do Comando do 1º Distrito Naval

16:43

As inscrições para o concurso de redação encerram-se no dia 30 de outubro
No dia 15 de outubro, foi realizado no Salão Histórico do Comando do 1º Distrito Naval o lançamento do Concurso de Redação “Amazônia Azul”. O propósito é  aprofundar o tema e dar maior conhecimento à sociedade dessa porção do oceano Atlântico adjacente ao território brasileiro.
Organizado pelo Sociedade Amigos da Marinha do Rio de Janeiro, o concurso é gratuito, tem coordenação da Fundação CESGRANRIO, e conta com o patrocínio do Conselho Nacional de Praticagem (Conapra).  Os interessados em participar poderão fazer inscrição até o dia 30 de outubro, pelo sitehttps://seguro.cesgranrio.org.br/eventos/amazonia_azul.aspx .
Amazônia Azul
Na tentativa de chamar a atenção da sociedade brasileira para o mar sob sua jurisdição, por ser fonte de recursos, pelos seus bens naturais e pela sua biodiversidade, a Marinha do Brasil criou o termo "Amazônia Azul", para, em analogia com os recursos daquela região terrestre, representar sua equivalência com a área marítima.

fonte: Marinha do Brasil

NHoF “Almirante Graça Aranha” é condecorado com a comenda da Ordem do Mérito Naval

16:41

Almirante de Esquadra Leonardo Puntel condecora o Navio Hidroceanográfico Faroleiro "Almirante Graça Aranha"
No dia 22 de outubro, o Navio Hidroceanográfico Faroleiro (NHoF) “Almirante Graça Aranha” foi condecorado com a comenda da Ordem do Mérito Naval, em cerimônia presidida pelo Diretor-Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel. O navio fez jus à comenda em reconhecimento aos 42 anos de bons serviços prestados à Marinha do Brasil, especialmente, no tocante à manutenção da segurança da navegação e da soberania nacional.
A Comenda da Ordem do Mérito Naval, criada pelo Decreto n° 24.659 de 11 de junho de 1934, destina-se a reconhecer os militares da Marinha que se distinguiram no exercício da profissão e, excepcionalmente, as organizações militares, as instituições civis, nacionais e estrangeiras, suas bandeiras ou estandartes, e as personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que prestaram relevantes serviços à Marinha do Brasil.
A insígnia da Ordem do Mérito Naval tem, no anverso, a efígie da República, rodeada de um círculo de esmalte azul, no qual estão gravadas as palavras “mérito naval” e, no reverso, em idêntico círculo, a palavra “Brasil”.
Honras de recepção ao Diretor-Geral de Navegação

fonte: Marinha do Brasil

Depósito Especial da Empresa MTU-F é inaugurado no Complexo Naval do Abastecimento

19:02

Instalações do Depósito Especial da Empresa MTU-F
Em 14 de setembro, foi inaugurado o Depósito Especial da Empresa MTU-F (DepEspMTU-F), nas dependências do Complexo Naval do Abastecimento, na Avenida Brasil, no Rio de Janeiro-RJ. A Empresa MTU-F é distribuidora exclusiva de equipamentos, componentes, acessórios e peças de reposição das marcas MTU – DDC e VM, fabricados pela MDI – MTU DCC Internacional GmbH, aplicados em motores de propulsão e geração de energia, instalados em diferentes meios da Marinha do Brasil (MB).
Fruto do relacionamento contratual entre a Diretoria de Abastecimento da Marinha (DAbM) e a empresa MTU-F, o depósito é exemplo concreto de uma compensação (offset), obtida a partir de negociação conduzida pela DAbM, em face do contrato para fornecimento de peças, celebrado entre as partes. Trata-se de um Centro de Distribuição com 1.800 m2 de área estruturado com novos equipamentos de movimentação e armazenagem que, com a entrega, passaram a ser de propriedade da MB. 
A sua operação ocorrerá sob o Regime Aduaneiro de Depósito Especial, regido pela Instrução Normativa nº 386/2004, da Secretaria da Receita Federal,  sendo a MB o primeiro cliente a ser atendido por um  Centro Logístico da empresa MTU-F, no mundo, neste formato.
Desde 2008, quando a DAbM e a MTU-F firmaram o primeiro contrato e o respectivo Acordo de Compensação, foram obtidos benefícios diretos para o país, por meio de diferentes compensações obtidas pela MB, sendo o DepEspMTU-F a principal realização até o momento.
O novo layout operacional gerará diversos benefícios para a Marinha como: maior agilidade no fornecimento dos sobressalentes para motores de combustão principal e auxiliar dos navios da MB; e a transferência para a empresa dos custos e riscos associados com as atividades de gestão dos itens de sobressalentes e com o processo de transporte do exterior para o Brasil, gerando, ainda, a eliminação de despesas associadas com a armazenagem dos itens nos portos e aeroportos, por parte da MB.
101020189
(Da esq. para dir.:) Contra-Almirante (IM) Artur Olavo Ferreira; Almirante de Esquadra Liseo Zampronio; Carlos Roberto Teixeira Levy; Vice-Almirante (IM) Sérgio Luiz de Andrade

fonte: Marinha do Brasil