Diretoria de Hidrografia e Navegação recebe reconhecimento do Centro de Excelência para o Mar Brasileiro

11:20

Almirante de Esquadra (Refº) Marcos Augusto Leal de Azevedo entrega placa ao Vice-Almirante Olsen
O Vice-Almirante Marcos Sampaio Olsen, Diretor de Hidrografia e Navegação (DHN) no período de 30 de março de 2016 a 19 de abril de 2018, recebeu do Centro de Excelência para o Mar Brasileiro (Cembra) uma placa em reconhecimento ao apoio prestado à associação. A homenagem ocorreu durante a 63ª Reunião da Comissão de Coordenação Executiva do Cembra, realizada no dia 22 de maio, na DHN.
Estiveram presentes o Coordenador Executivo do Cembra, Almirante de Esquadra (Refº) Marcos Augusto Leal de Azevedo; o representante da Fundação de Estudos do Mar (FEMAR), Almirante de Esquadra (RM1) Airton Teixeira Pinho Filho; o Diretor da DHN, Vice-Almirante Antonio Fernando Garcez Faria; os especialistas do Cembra, Vice-Almirante (Refº) Luiz Philippe Costa Fernandes, Vice-Almirante (Refº) Lúcio Franco de Sá Fernandes e Prof. Dr. Carlos Feu Alvin; o Secretário do Cembra, Capitão de Mar e Guerra (RM1) Frederico Antonio Saraiva Nogueira; o Presidente da Associação Brasileira de Química, Capitão de Fragata (Refº) Basílio Vasconcellos Dagnino; e o representante do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia (COPPE), Prof. Dr. Carlos Antonio Levi da Conceição.
O Cembra é uma associação sem fins lucrativos cujo propósito é coordenar e executar projetos e ações estruturantes relacionados ao estudo e aproveitamento do mar brasileiro, por meio da integração entre as partes interessadas e aplicação dos conceitos de excelência, visando ao desenvolvimento nacional nesse ambiente.

Fonte: Marinha do Brasil

COMEMORAÇÃO DO DIA INTERNACIONAL DOS PEACEKEEPERS DAS NAÇÕES UNIDAS

08:45


Em 29 de maio, é comemorado o “Dia Internacional dos Peacekeepers das Nações Unidas”, evento celebrado em todo o mundo.
Este ano, as comemorações em Brasília ocorrem, excepcionalmente, no dia 28 de maio, segunda-feira, às 10 horas, na sede do Comando Militar do Planalto, no Setor Militar Urbano. Na ocasião, serão homenageados os militares brasileiros que serviram em Operações de Manutenção de Paz da Organização das Nações Unidas.
Histórico
A ONU instituiu a comemoração do Dia Internacional dos Peacekeepers em 29 de maio, com os objetivos de homenagear os homens e as mulheres que, por seu alto nível de profissionalismo, dedicação e coragem, serviram e continuam servindo em Operações de Manutenção de Paz, e de honrar aqueles que perderam a vida em prol do cumprimento das missões.
Essa foi a data de início da primeira Operação de Manutenção de Paz das Nações Unidas, autorizada pelo Conselho de Segurança, por meio da Resolução n.º 50, de 1948: Organização das Nações Unidas de Supervisão da Trégua no Oriente Médio - UNTSO, em curso até os dias atuais.
Fonte: Por Agência Verde-Oliva / Centro de Comunicação Social do Exército

Navio Veleiro “Cisne Branco” navega pelos canais de Beagle e Chilenos

08:00

Navio Veleiro “Cisne Branco” em um campo de gelo superficial no Canal Yce, no Chile
 
Participando da comissão Velas Latinoamérica 2018, o Navio Veleiro (NVe) “Cisne Branco” navegou pelos canais de Beagle e Chilenos, entre os dias 2 e 19 de maio, desde a desatracação do porto de Ushuaia-Argentina até Punta Arenas-Chile.
 
A passagem pelos canais no extremo sul do continente é peculiar, por ocorrer em mês pouco usual para esse tipo de navegação. Durante o outono, o local é marcado por baixas temperaturas (entre 0º e 5ºC), rápidas e frequentes alterações climáticas, fortes ventos, breves nevascas e passagem por campos de gelo superficiais.
 
Da mesma forma, pela primeira vez, o navio realizou a passagem pelo “Paso Aguirre”, que possui cerca de 80 metros de largura com um elevado desfiladeiro na lateral. Essa passagem somente pode ser acessada com permissão da Armada do Chile, quando a navegação pelo canal de “Brecknock” se demonstrar desfavorável em virtude de fortes ventos.
 
A ocasião permitiu ao navio aprimorar as equipes de passadiço em navegação indexada, a mais eficiente para garantir a segurança do navio em canais tão estreitos.
 
Passagem pelo Ventisqueiro Itália, no Chile, com fortes ventos pela proa e frio intenso

Fonte: Marinha do Brasil

Capitania dos Portos de São Paulo busca aumentar presença no Lago de Furnas

07:58

Grupo de Trabalho da CPSP em reunião com prefeito e secretária de turismo de Capitólio-MG
No dia 15 de maio, em visita protocolar, o Capitão dos Portos de São Paulo, Capitão de Mar e Guerra Daniel Américo Rosa Menezes, reuniu-se com o Prefeito do Município de Capitólio-MG, José Eduardo Terra Vallory. O propósito do encontro foi fortalecer a parceria entre a Marinha do Brasil (MB) e a prefeitura local, relacionada às atividades da fiscalização no Lago de Furnas, que banha 34 municípios de Minas Gerais.
Na reunião, foram tratados os assuntos relacionados ao crescimento do número de embarcações e do turismo náutico no Lago de Furnas nos últimos anos, o que tem exigido uma maior presença da MB naquela região; as ações para regularizar embarcações que transportam turistas e o aprimoramento desses profissionais, bem como a habilitação dos amadores. A implantação do plano de ordenamento das áreas navegáveis e a formalização de um convênio entre a MB e aquela prefeitura também foram assuntos tratados durante o encontro.
O prefeito ressaltou que a comunidade local possui grande interesse em que a Marinha tenha presença permanente no Lago de Furnas, por ser fator relevante para garantir o crescimento seguro e sustentável do turismo na região. Ele salientou que a prefeitura possui terrenos que poderiam ser doados caso houvesse manifestado interesse na criação de futuras instalações da MB no local.
Participaram da reunião, além do Capitão dos Portos, a Secretária de Turismo e Desenvolvimento Econômico Sustentável, Andréia Rodrigues; o Chefe do Departamento do Ensino Profissional Marítimo (EPM), Capitão de Corveta (T)  Flaviano de Oliveira Carvalho; o Capitão de Corveta (Reformado) Ataíde Alves de Mesquita; e o Primeiro-Tenente (RM2-T) João Vinícius Schiavon Neves.
Capitão dos Portos de São Paulo com prefeito de Capitólio-MG

Fonte: Marinha do Brasil

Navio Patrulha “Macaé”, no Porto de Santos

16:23

A Marinha do Brasil (MB), por intermédio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), informa que encontra-se no cais da Marinha , no Porto de Santos, o Navio Patrulha “Macaé”, com um Destacamento Operativo de Fuzileiros Navais.


A presença dos meios operativos no porto, além de apoiar as ações de inspeção naval, tem como finalidade atender à promulgação do Decreto nº 9.832, de 25 de maio de 2018, que “Autoriza o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem na desobstrução de vias públicas”.


Em coordenação com a Polícia Federal e os demais órgãos de segurança pública, o navio também apoia as ações com vistas ao cumprimento do previsto no Decreto-Lei nº 2848/ 1940, que trata dos “Crimes Penais contra a Segurança de Meios de Comunicação e Transporte e outros Serviços Públicos”, conforme versa o Art. 261 – “Expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar a navegação marítima, fluvial ou aérea” e o Art. 262 – “Expor a perigo outro meio de transporte público, impedir-lhe ou dificultar-lhe o funcionamento”
Fonte: Capitania dos Portos de São Paulo

Chegada do "Navio Docas Bahia" (NDM Bahia).

16:12

A Marinha do Brasil (MB), por intermédio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), informa que o Navio Doca Multipropósito “BAHIA”, atracou no Porto de Santos no dia de hoje.

Sua tripulação é composta de cerca de 300 militares, e possui capacidade de transportar viaturas militares, embarcações de desembarque, operar com três helicópteros orgânicos de porte médio e transportar até 450 fuzileiros navais.




Conta ainda com dois blocos cirúrgicos que dispõe de 49 leitos sendo 08 UTI, laboratórios de análises clínicas, raio X ultra som e consultório odontológico.”

Fonte: Capitania dos Portos de São Paulo

Força de Submarinos recebe Delegação da Marinha de Guerra do Peru

12:26

Vice-Almirante Menéndez durante demonstração do Simulador de Periscópio
O Comando da Força de Submarinos recebeu, no dia 16 de maio, uma Delegação da Marinha de Guerra do Peru (MGP), chefiada pelo seu Diretor Geral de Material, Vice-Almirante Ricardo Alfonso Menéndez Calle. Na ocasião, a comitiva peruana, acompanhada pelo Diretor do Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro, Contra-Almirante (EN) Luiz Carlos Delgado, foi recebida pelo Comandante da Força de Submarinos, Contra-Almirante Alan Guimarães Azevedo.
Em seguida, o grupo visitou as instalações do Centro de Treinamento Tático, onde acompanhou uma demonstração do Simulador de Periscópio (SimPer), moderna ferramenta  de instrução e adestramento composta por um sistema com interface integrada ao novo Sistema de Combate AN/BYG-501, que lança o torpedo MK-48, dos Submarinos da Classe “Tupi” e “Tikuna”. O simulador proporciona a criação de cenários táticos complexos tanto em termos de ameaças, quanto de características ambientais.
Representantes da MGP e Marinha do Brasil após apresentação do SimPer: Contra-Almirante (EN) Delgado, Contra-Almirante Alan, Capitão de Mar e Guerra Branco, Vice-Almirante Menéndez e Contra-Almirante Polar (esq. para direita)
Fonte: Marinha do Brasil

Aviação Naval recebe visita do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado

11:56

Gaeco em visita ao Esquadrão VF-1
No dia 14 de maio, um grupo de oito promotores do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), pertencentes ao Ministério Público do estado do Rio de Janeiro, visitou o Complexo Aeronaval de São Pedro da Aldeia para conhecer como se organiza e trabalha o braço aéreo da Marinha do Brasil.
No início da manhã, os promotores assistiram à palestra proferida pelo Chefe de Estado Maior do Comando da Força Aeronaval, Capitão de Mar e Guerra Gilberto, em que puderam conhecer a missão de cada organização militar subordinada.
Os promotores se reuniram no Comando da Forca Aeronaval para conhecer sobre Aviação Naval
Em seguida, visitaram o Esquadrão VF-1, o Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval (com demonstrações de Unidade de Treinamento Especial de Aeronaves Submersas e simulador), o Esquadrão HS-1, e ainda, após o almoço, finalizaram o encontro no Museu da Aviação Naval.
O Gaeco tem por finalidade identificar, prevenir e reprimir o crime organizado e as atividades ilícitas especializadas no estado do Rio de Janeiro, bem como integrar Promotorias e Procuradorias de Justiça para atuações conjuntas.

Fonte: Marinha do Brasil

Marinha do Brasil abre três concursos para o ensino superior

12:32


Começam hoje (23) as inscrições para os concursos públicos da Marinha do Brasil com 22 vagas distribuídas pelo Quadro Complementar de Intendentes (10), Quadro Complementar de Fuzileiros Navais (9) e Capelães Navais (3). 

As inscrições serão aceitas até 5 de junho de 2018 no sitewww.ingressonamarinha.mar.mil.br. É preciso ter menos de 29 anos no dia 1º de Janeiro de 2019 para o concurso dos Quadros Complementares e menos de 41 anos para o concurso de Capelão Naval.

Os concursos serão realizados por meio de prova objetiva, redação e inglês (esta última disciplina somente para Intendentes e Fuzileiros), análise de títulos, inspeção de saúde, teste de aptidão física, além do Curso de Formação de Oficiais (CFO). Após isso, os formados ocuparão o posto de Primeiro-Tenente (Capelães Navais) e Segundo-Tenente (Quadros Complementares), com rendimentos iniciais de R$11 mil e R$10.111, respectivamente.

Das vagas
Para o Quadro Complementar de Fuzileiros Navais, abriu oportunidades para diversas Engenharias, tais como Computação, Controle e Automação, Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Engenharia Aeronáutica, Ambiental e Sanitária, Engenharia de Bioprocessos, Cartográfica e de Agrimensura, Civil, Petróleo, dentre outras. Este é um concurso exclusivo para homens.

Para o Quadro Complementar de Intendentes, poderão se inscrever homens e mulheres com graduação em Administração, Ciências Contábeis e Economia. Já para Capelães Navais foram abertas duas vagas para Sacerdote da Igreja Católica Apostólica Romana e uma para Pastor da Igreja Assembleia de Deus.  

Serviço
Concursos públicos de nível Superior – 2018
Inscrição: 23/05/18 a 05/06/2018
Valor: R$ 120,00
Informação ao candidatosspm.ingresso@marinha.mil.br 

Pós-doutorado em mudanças climáticas e ciências ambientais com bolsa da FAPESP

08:50

Agência FAPESP – Duas bolsas FAPESP de pós-doutorado, em Mudanças Climáticas e em Ciências Ambientais, estão disponíveis para o Projeto Temático “Variação interanual do balanço de gases de efeito estufa na Bacia Amazônica e seus controles em um mundo sob aquecimento e mudanças climáticas – Carbam: estudo de longo termo do balanço do carbono da Amazônia”. O prazo de inscrições termina em 31 de maio de 2018.
O Temático é conduzido no Laboratório de Gases de Efeito Estufa (LaGEE) do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CCST/Inpe), em São José dos Campos (SP).
O selecionado para a bolsa em Mudanças Climáticas integrará projeto que investiga as consequências e os efeitos da variação climática no balanço dos gases de efeito estufa (GEE) da Bacia Amazônica, causando alterações nos processos de absorção de gás carbônico e emissão de metano pela floresta, bem como os efeitos do aumento da pressão humana direta.
A investigação é feita por meio da medição regular de perfis verticais de concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera sobre a bacia, em quatro localidades estrategicamente distribuídas para representar a Bacia Amazônica.
Os candidatos devem ter título de doutor e conhecimento na área de Química da Atmosfera, especificamente em GEE, Amazônia e funcionalidade da floresta, além de experiência prévia em aplicação de modelos matemáticos como ferramenta de interpretação das medidas de GEE.
O bolsista deverá calcular os fluxos de carbono nas quatro localidades estudadas no Projeto Temático e fazer seu balanço anual, utilizando o método de Balanço de Massa – Integração de Coluna. Deverá, ainda, realizar estudo das variáveis climáticas na Amazônia e sua correlação com balanços anuais; determinar as emissões por queima de biomassa; utilizar outras ferramentas de interpretação da funcionalidade da Floresta Amazônica como modelos de inversão; escrever artigos científicos com os resultados encontrados e coorientar bolsistas de iniciação científica, mestrado e doutorado.
Os candidatos à vaga devem enviar e-mail com o título “Pos-Doc CO2 FAPESP LaGEE” para Luciana Vanni Gatti (luciana.gatti@inpe.br), coordenadora do projeto, anexando curriculum vitae; carta descrevendo formação profissional e experiência com medidas de gases de efeito estufa, Amazônia e modelamento que possa ser aplicado em estudo do balanço de carbono; descrição da motivação em participar no projeto; e oferecer três nomes como referência profissional que poderão ser contatados pela comissão julgadora.
Mais informações sobre a oportunidade: www.fapesp.br/oportunidades/2106.
O selecionado para a bolsa de pós-doutorado em Ciências Ambientais participará de projeto que investiga as consequências e os efeitos das mudanças climáticas no balanço de carbono da Bacia Amazônica.
A pesquisa tem como objetivo combinar estimativas de emissões e absorção de carbono com base em um banco de dados de alta precisão de cinco anos de perfis verticais de gases de efeito estufa, com um modelo global de vegetação dinâmica para expandir a compreensão científica dos processos que controlam as trocas de carbono e resposta da floresta a mudanças ambientais regionais e globais, nesta região ecológica estratégica.
O projeto faz parte de um programa para determinar o balanço de gases de efeito estufa, iniciado em 2010 e que até 2020 completará uma década de dados capazes de fornecer informações exclusivas para entender melhor o papel da Amazônia no balanço global de carbono e como a Amazônia está mudando com variações climáticas e mudança no uso da terra.
Os candidatos devem ter concluído o doutorado nos últimos sete anos, no Brasil ou no exterior, e demonstrar capacidade de publicar artigos científicos. Experiência no uso de modelos de vegetação dinâmica /modelos de superfície terrestre, programação em Fortran 90 e análise e visualização de dados científicos em pacotes como NCL ou GrADS são atributos desejáveis.
Os interessados devem enviar e-mail com o título "Posdoc FAPESP CCST /INPE" para Celso von Randow (celso.vonrandow@inpe.br), anexando em formato PDF os seguintes documentos: carta de apresentação descrevendo qualificações e interesses científicos; currículo vitae curto; indicação de dois nomes para referências pessoais; e, se possível, link para uma página pessoal em sites como o Research Gate, Google Scholar ou Academia.edu.
Mais informações sobre a oportunidade: www.fapesp.br/oportunidades/2109.
As duas vagas estão abertas a brasileiros e estrangeiros. Os selecionados receberão bolsa de pós-doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.174,80 mensais, além de adicionais 15% de Reserva Técnica. Na concessão inicial, o período de vigência das bolsas poderá ser de até 24 meses. Poderá haver renovação por mais dois períodos de até 12 meses cada um, totalizando, no máximo, 48 meses de duração.
Caso o bolsista de PD resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.
Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades

3° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral e NAsH “Soares de Meirelles” recebem visita da comitiva de cadetes da Universidade de Texas A&M

08:17

Oficiais do EsqdHU-3 e cadetes da Universidade de Texas A&M
durante visita ao Esquadrão
No dia 14 de maio, o 3° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-3) e o Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Soares de Meirelles” receberam a visita de Comitiva de Cadetes da Universidade de Texas A&M. No EsqdHU-3, foi realizada uma apresentação aos cadetes, que serviu como uma oportunidade para conhecerem o histórico do esquadrão, sua missão e sua área de atuação, e, posteriormente, foi realizada uma visita guiada, na qual a comitiva conheceu as características da aeronave UH-12.
Durante a visita ao navio, a comitiva conheceu as instalações e o trabalho desenvolvido nas Operações de Assistência Hospitalar (ASSHOP) com as populações ribeirinhas na Amazônia Ocidental.
A visita foi uma oportunidade de divulgação da atuação da Marinha do Brasil na área de jurisdição do Comando do 9º Distrito Naval, ressaltando o apoio de ASSHOP prestado às comunidades ribeirinhas e as atividades de Patrulha Naval desenvolvidas na vasta região amazônica.
Cadetes da Universidade de Texas A&M visitam
o NAsH “Soares de Meirelles”

Fonte: Marinha do Brasil

Navio Polar “Almirante Maximiano” é aberto à visitação durante premiação de Ciência e Tecnologia

08:22

Navio Polar “Almirante Maximiano” atracado
no cais do “Museu do Amanhã”
 
No último dia 9 de maio, no “Museu do Amanhã”, no Rio de Janeiro, foi realizada a cerimônia de entrega do Prêmio Almirante Álvaro Alberto para a Ciência e Tecnologia, edição 2018. Também ocorreu a concessão de títulos a pesquisadores eméritos e menção especial de agradecimentos, pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e diplomação e posse dos novos Membros da Academia Brasileira de Ciências (ABC).
 
O Prêmio Almirante Álvaro Alberto consiste na mais importante honraria em Ciência e Tecnologia do Brasil e constitui reconhecimento e estímulo a pesquisadores e cientistas brasileiros que venham prestando relevante contribuição à ciência e à tecnologia do País. Trata-se de uma parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), da Marinha do Brasil, do CNPq e da Fundação Conrado Wessel.
 
O vencedor do Prêmio Almirante Álvaro Alberto de 2018 foi Jorge Sidney Coli Junior, professor titular em História da Arte e História da Cultura da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).
 
O evento contou com diversas autoridades e membros da comunidade científica, entre os quais: o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab; o Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM), Almirante de Esquadra Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior; o Presidente da ABC, Luiz Davidovich; o Presidente do CNPq, Professor Mario Neto Borges; e o Presidente do Conselho Curador da Fundação Conrado Wessel, Jorge Márcio Arantes Cardoso.
 
O Navio Polar “Almirante Maximiano” esteve aberto à visitação no período de 21h às 23h30, atracado no cais do Museu do Amanhã, com a presença a bordo do Diretor de Hidrografia e Navegação, Vice-Almirante Antonio Fernando Garcez Faria.
 
Os 181 visitantes presentes tiveram a oportunidade de conhecer os laboratórios, o passadiço e a Praça D’Armas, além de conversarem com os militares e assistirem a um breve vídeo que retrata as atividades realizadas pela Marinha na Antártica. O evento permitiu divulgar a uma parcela da comunidade científica e seus familiares a importância das atividades desenvolvidas pelo Brasil no continente antártico, bem como a relevante participação da Força na coordenação e execução dessas tarefas.
 
Representantes da Comunidade Científica visitam os
compartimentos do Navio
Fonte: Marinha do Brasil

Agência Fluvial de Itacoatiara realiza o primeiro Curso de Formação de Aquaviários Nível 3, na região do Rio Madeira-AM

08:02

Capitão dos Portos da Amazônia Ocidental e
novos aquaviários durante formatura
 
 
A Agência Fluvial de Itacoatiara realizou, no dia 7 de maio, a cerimônia de formatura do Curso de Formação de Aquaviários para Marinheiros Fluviais Nível 3. A cerimônia contou com a presença do Capitão dos Portos da Amazônia Ocidental e autoridades locais.
 
O curso ocorreu no município de Nova Olinda do Norte (AM), no período de 21 de fevereiro a 28 de abril, com o objetivo de qualificar profissionais para exercerem atividades como Aquaviários do 2º Grupo – Fluviários e contou com duas turmas, sendo uma de convés e outra de máquinas, formando um total de 59 alunos. Esta foi a primeira edição do curso realizada na região do médio Madeira.
 
Durante três meses de curso, diversas atividades teóricas e práticas foram desenvolvidas. Por meio de uma parceria, os alunos que conquistaram as melhores pontuações nas avaliações do curso foram encaminhados para estágios em uma empresa de navegação.

Fonte: Marinha do Brasil

Comando do 4º Distrito Naval realiza cerimonial à Bandeira Nacional para alunos do projeto “Amigo da Escola”

07:57

Vice-Almirante Edervaldo e Capitão de Fragata (FN) Litwak com os alunos participantes do Cerimonial à Bandeira Nacional
 
Como parte das atividades do Projeto “Amigo da Escola” do Comando do 4º Distrito Naval, foi realizado, no 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas (2ºBtlOpRib), o Cerimonial à Bandeira Nacional.  O evento aconteceu dia 9 de maio e contou com a participação do Comandante do 4º Distrito Naval                          Vice-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, de 90 estudantes do ensino fundamental da Escola Madre Celeste e de 100 alunos beneficiários do Programa Força no Esporte (Profesp), nucleados no Batalhão.
 
O projeto tem como objetivo principal promover a prática do civismo na comunidade escolar, por meio de ritos e tradições navais à Bandeira Nacional. O incentivo e a participação dos alunos possibilitam maior aproximação com a Marinha do Brasil e desperta o interesse pela carreira nas Forças Armadas.
 
Após o cerimonial, os presentes assistiram a uma demonstração do Pelotão de Ordem Unida Silencioso “Guardiões do Portal da Amazônia” composto por marinheiros recrutas formados no Batalhão. Em seguida, os estudantes observaram as atividades desenvolvidas pelos cães e seus adestradores na pista de agility do canil da Organização Militar.
 
O Comandante do 2ºBtlOpRib, Capitão de Fragata Fuzileiro Naval Celio Litwak Nascimento, destacou a importância da presença dos alunos: “É uma honra para o Batalhão contribuir com a construção do sentimento patriótico do futuro do Brasil, aqui representado por essas crianças e ver em seus rostos a alegria de estarem em nossa companhia. Nos reforça a esperança de que o nosso futuro será um lugar melhor”.
 
Soldado (FN) Frazão, adestrador da cadela Katana, juntamente com os alunos da Escola Madre Celeste e do Profesp-2ºBtlOpRib
Fonte: Marinha do Brasil

Novo DPC, Almirante Roberto visita Praticagem do RJ e conhece o ReDRAFT

18:55

A Praticagem do Rio de Janeiro recebeu, nesta quinta-feira (17/5), em seu centro de operações (atalaia), a visita do novo diretor de Portos e Costas (DPC) da Marinha do Brasil, Almirante Roberto.

Ele pôde conhecer em detalhes técnicos o sistema da Praticagem – já em funcionamento no Rio – que vem melhorando a acessibilidade e a segurança nos portos brasileiros.

O ReDRAFT calcula a folga abaixo da quilha do navio suficiente para manobrá-lo sem risco de bater no fundo. O cálculo é feito considerando particularidades do canal de acesso, características da embarcação e dados ambientais coletados em tempo real que provocam efeitos durante a manobra, como condições de vento, corrente, marés e ondas. Sem essas informações precisas, antes as restrições de operação eram empíricas e conservadoras, a fim de manter a segurança.
No Porto do Rio, duas boias fazem a medição dos dados que alimentam o sistema. Já nos primeiros cálculos, percebeu-se que eram possíveis calados máximos superiores aos das estimativas conservadoras, garantindo mais acessibilidade sem perder em segurança das manobras.
Em Santos, onde foi implantado de forma pioneira, o auxílio do ReDRAFT diminuiu o tempo de fechamento do porto por restrições de calado de sete dias, em 2015, para quatro dias, em 2016, e dois dias, em 2017. O número de manobras de navios com calado acima dos 12m cresceu 24% no último ano. Mais calado representa também ganho de carga (cada 10cm proporciona mais 1000 toneladas ou 65 contêineres).
Fonte: Praticagem do Brasil

Capitania dos Portos do Amapá visita Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado

10:56

Visita do Capitão dos Portos do Amapá ao Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros do Estado
No dia 24 de abril, o Capitão dos Portos do Amapá, Capitão de Fragata (T) Fernando Cezar da Silva visitou o Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amapá, Coronel Wagner Coelho Pereira.

A visita foi de caráter institucional com a finalidade de estreitar o relacionamento entre a Capitania e o Corpo de Bombeiros em atividades e ocorrências nas quais precisam atuar em parceria. As duas instituições já realizam diversas operações em conjunto como “Amapá Verão”, “Círio Fluvial de Santana”, além de buscas e resgates na região.

A reunião contou com a presença do Comandante do 5º Grupamento de Bombeiros Militar, Tenente-Coronel Eliezer Menezes de Melo.

Fonte: Marinha do Brasil

Banda de Música do 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas parabeniza Ponta de Pedras (PA)

15:37

A Banda de Música dos Fuzileiros Navais do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas se apresentou, no dia 30 de abril, na Praça Madre Ouvidia Dias, em Ponta de Pedras (PA), para parabenizar a cidade que completou 140 anos. O espetáculo contou a presença do Comandante do 4° Distrito Naval, o Vice-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, e do prefeito do município, Pedro Paulo Boulhosa Tavares.


No show, foram relembrados os grandes sucessos regionais, nacionais e internacionais. Com amplo repertório, do clássico da Música Popular Brasileira ao pop de Michael Jackson, a Banda animou a população ponta pedrense. O auge da apresentação foi marcado pelo som da Gaita de Fole Escocesa, com o hino cristão anglicano Amazing Grace, de John Newton.


Para finalizar o evento, foi tocada a canção militar Cisne Branco. “Esta é uma forma da Marinha do Brasil levar alegria e cultura para o povo”, disse o regente da Banda, Suboficial Jurandir Dias Lima. Ele também chamou atenção para o ingresso na Marinha, por meio do Concurso Sargentos Músicos do Corpo de Fuzileiros Navais.

A moradora Sheila Barbosa Paranhos, de 43 anos, agradeceu o presente da Marinha para a cidade: “É um momento cultural extremamente importante para a gente. É uma oportunidade de reunir a família e se divertir”.


Emocionada, a moradora Ana Moraes, de 55 anos, se lembrou do filho também músico fuzileiro naval que está realizando curso de aperfeiçoamento em outro Estado: “Meu filho me ligou para dizer que a Banda estava na cidade. Eu nunca tive a oportunidade de vê-lo tocar. Hoje, pelo menos, estou conhecendo o trabalho dele”.
Fonte:  4 Distrito Naval

Comitiva de Deputados Federais no Navio-Auxiliar Pará, em Ponta de Pedras.

15:36


No dia 30 de abril, o Navio-Auxiliar Pará, subordinado ao Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN), recebeu uma comitiva de deputados federais do Estado do Pará para conhecer os trabalhos desenvolvidos a bordo do navio. Durante o encontro, os parlamentares acompanharam a Ação Cívico-Social (Aciso) do Com4ºDN que ofereceu atendimentos médicos e odontológicos para população de Ponta de Pedras (PA) como parte das comemorações dos 140 anos da cidade.



Na ocasião, os deputados federais Simone Morgado, Elcione Barbalho, Edmilson Rodrigues, Eder Mauro e Arnaldo Jordy visitaram as instalações do navio e os locais onde estavam sendo prestados os serviços de saúde como setor de triagem, enfermaria, sala de dentistas e mamógrafo. A comitiva ficou sensibilizada com a Aciso e se comprometeu a alocar verbas para emendas parlamentares que contribuam para a continuidade das ações durante o ano de 2019.

Também estiveram presentes: o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, Ricardo Nunes, e o prefeito de Ponta de Pedras, Pedro Paulo Boulhosa Tavares. O Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, e o Comandante do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, Capitão de Mar e Guerra Ricardo Jaques Ferreira, explicaram como funcionam as atividades da Aciso e relataram o sucesso das experiências anteriores.

Fonte: 4ºDistrito Naval

FAPESP seleciona novas Escolas São Paulo de Ciência Avançada

15:33

A FAPESP lança nova chamada da modalidade Escola São Paulo de Ciência Avançada
(ESPCA), que oferece recursos para a organização de cursos de curta duração em pesquisa avançada nas diferentes áreas do conhecimento no Estado de São Paulo.
É a décima quarta chamada da modalidade, que tem periodicidade anual. Além de contribuir para o avanço do conhecimento e para a formação dos participantes, espera-se que os eventos apoiados contribuam para dar visibilidade à pesquisa, aos programas de doutorado e a oportunidades para estágios de pós-doutorado no Estado de São Paulo, em especial a candidatos de outros estados e países.
Cientistas com interesses profissionais comuns irão se reunir, por período de 10 a 14 dias, promovendo intensa discussão e análise dos aspectos mais avançados em seus campos de pesquisa.
Os professores que lecionarão as disciplinas nas escolas selecionadas deverão ser pesquisadores de excelente qualificação e destaque, incluindo cientistas estrangeiros convidados.
Os estudantes participantes devem estar matriculados em cursos de graduação ou pós-graduação no Brasil ou exterior, sendo potenciais candidatos a cursos de Mestrado e Doutorado ou a estágios de Pós-Doutorado em instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo. Também poderão ser aceitos alguns jovens doutores.
Espera-se que entre os pesquisadores convidados para apresentar minicursos ou palestras, haja cientistas de alta visibilidade mundial, evidenciada por meio de elementos como o recebimento de prêmios científicos de alto nível, publicações de impacto reconhecido pela comunidade da área, liderança em organizações de destaque internacional. Com isso busca-se oferecer aos estudantes participantes a oportunidade de conviver com destacados cientistas.
Os estudantes selecionados terão a oportunidade de apresentar, em sessões de pôsteres, os resultados de suas pesquisas, discutindo progressos com os cientistas participantes.
As Escolas São Paulo de Ciência Avançada oferecem meios de disseminação de informação e ideias de uma forma que não poderia ser obtida por meio de canais usuais de comunicação, como publicações científicas e apresentações em eventos científicos.
Na seleção, serão priorizadas propostas com temas não cobertos recentemente nas escolas selecionadas pela modalidade ESPCA.
Submissões serão recebidas até 17 de agosto de 2018, exclusivamente pelo sistema eletrônico SAGe da FAPESP.
Uma reunião aberta a interessados para esclarecimentos sobre a modalidade ESPCA e a chamada será realizada na sede da FAPESP em 23 de maio de 2018.
A chamada está disponível em: http://espca.fapesp.br/detalhe/chamada/14.
Fonte: www.fapesp.br