sexta-feira, 11 de maio de 2018

Capitania Fluvial do Rio Paraná integra a “Operação Muralha”, no Oeste do Paraná

Marinha participa de forma integrada com ações de fiscalização do tráfego aquaviário

O Comando do 8º Distrito Naval (Com8ºDN), por intermédio da Capitania Fluvial do Rio Paraná (CFRP), integra “Operação Muralha”, uma ação conjunta e interagências na região Oeste do Estado do Paraná e que tem como objetivo o combate ao contrabando, descaminho e outros crimes de fronteira, tais como tráfico de drogas, armas, munições e medicamentos.

O trabalho de fiscalização iniciou-se no dia de 30 de abril e não tem data definida para terminar. A solenidade de lançamento da “Operação Muralha”, coordenada pela Alfândega da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu-PR, aconteceu no município de São Miguel do Iguaçu-PR.

O trabalho integrado na “Operação Muralha” está inserido no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, instituído pelo Decreto nº 8.903/2016. A fiscalização da faixa de fronteira reúne esforços da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Marinha, Exército, Aeronáutica, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil do Paraná e Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e pelo Ministério Público do Paraná.

Uma barreira foi montada na BR-277, principal rodovia de acesso à região de Foz do Iguaçu, com apoio descanners, além de equipes com cães farejadores. A Marinha do Brasil concentrará as ações, por intermédio da CFRP, conduzindo ações de fiscalização do tráfego aquaviário no rio Paraná e no Lago de Itaipu em coordenação com o Núcleo Especial de Polícia Marítima da Polícia Federal e o Batalhão de Polícia de Fronteira da Polícia Militar do Paraná.

Fonte; Marinha do Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário