COVID 19 - Praticagem do Brasil continua cumprindo com profissionalismo

13:17

Serviço essencial por lei, a Praticagem do Brasil continua cumprindo com profissionalismo a missão de conduzir embarcações sem acidentes em todo o país. Mesmo quando há casos suspeitos da Covid-19 no navio, o prático vai a bordo para garantir a sua movimentação segura, obviamente seguindo todas as recomendações sanitárias da Anvisa para que o transporte marítimo não pare e mantenha o abastecimento da economia e da população.
Exemplo disso ocorreu no porto de Vila do Conde, no Pará, onde se encontra fundeado o petroleiro Falcon Maryan, com tripulantes suspeitos de contraírem a doença. No dia 30, o prático escalado para atracar o navio foi informado, na lancha a caminho do embarque, que havia tripulantes com sintomas do coronavírus. Como a embarcação já estava em direção ao terminal e tinha o certificado da Anvisa, foi autorizada a atracação. Foram, então, adotadas todas as precauções, como o uso de equipamentos de proteção individual; a permanência do prático somete no exterior do passadiço durante a manobra; e, após o desembarque, a descontaminação do prático e da tripulação da lancha de praticagem, que também foi higienizada.
No dia 1º de abril, após o descarregamento e entrevistas da Anvisa, a Agência Marítima responsável escalou o navio para desatracação e novo fundeio, a fim de cumprir quarentena enquanto os exames não ficarem prontos. Mais uma vez, a praticagem foi a bordo e prestou o serviço seguindo os protocolos de saúde das autoridades. O trabalho integrado com a Agência, a Autoridade Portuária, a Anvisa e o Comitê de Crise foi elogiado pela Capitania dos Portos
Fonte: Praticagem do Brasil.

You Might Also Like

0 comentários