Praticagem do RJ evita acidente com navio-tanque em Angra dos Reis

08:03



A Praticagem do Rio de Janeiro evitou um acidente com um navio-tanque carregado com 290.000 toneladas de óleo cru no terminal aquaviário da Petrobras – Almirante Maximiano da Fonseca (Tebig), na Baía de Ilha Grande, em Angra dos Reis. A manobra de emergência ocorreu na manhã de domingo (13/10).

A desatracação do navio-tanque NEW MEDAL foi marcada para as 5h30m. Com destino ao Porto de Ningbo, na China, o petroleiro é um VLCC (Very Large Crude Carrier) de bandeira de Hong Kong – com 330m de comprimento, 60,04m de boca e 20,20m de calado.

Pouco depois do início da sua desatracação com o auxílio de rebocadores, a embarcação teve uma falha da máquina, o que obrigou o Prático a realizar uma manobra de emergência para afastá-la o máximo do terminal e, em seguida, fazê-la parar com o uso da âncora e dos rebocadores.

Até as 11h30m, o navio continuava sem condições de reiniciar o funcionamento da máquina e o Prático conseguiu mantê-lo na posição, aguardando uma decisão da Capitania dos Portos do Estado do Rio de Janeiro sobre um possível reboque para fora da Baía de Ilha Grande ou espera pelo restabelecimento da máquina para a navegação de saída.

No entanto, diante do risco da situação, o Prático foi obrigado a suspender a âncora e movimentar o navio a reboque para uma posição mais segura, ainda mais afastada do Tebig. Como a distância do terminal era muito pequena, não havia espaço para o petroleiro girar livremente sem o risco de uma colisão.

Após seis horas a bordo coordenando a ação dos rebocadores para manter a embarcação na posição segura, o Prático foi substituído, em função da legislação. Com o restabelecimento da máquina, finalmente, o NEW MEDAL foi autorizado a sair – com o apoio dos rebocadores – para fundeio fora da Baía, onde seria inspecionado.

Fonte: CONAPRA

You Might Also Like

0 comentários