Brasil e a Autoridade Internacional firmam contrato para fundos marinhos em reunião no Navio de Pesquisa Hidroceanográfico "Vital de Oliveira"

09:46

Análise de amostras biológicas na Elevação do Rio Grande

No período 2 de abril a 21 de junho, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico (NPqHO) "Vital de Oliveira" realizou a Comissão "Oceano S V (Outono)/ Elevação do Rio Grande", que faz parte do plano de trabalho para exploração de crostas ferromanganesíferas ricas em cobalto, na Elevação do Rio Grande (ERG).

A pesquisa nessa região faz parte dos requisitos estabelecidos pela Autoridade Internacional para os Fundos Marinhos (ISA), organismo da Organização das Nações Unidas responsável por regular e controlar as atividades nos oceanos, fundos marinhos e subsolo das águas internacionais, a fim de que o governo brasileiro tenha direitos exclusivos de exploração da área requisitada por, pelo menos, 15 anos.

Entre os dados ambientais coletados, ressalta-se o emprego do conjunto CTD-Rosette, para perfis verticais das propriedades físico-químicas da coluna d'água; dos ecobatímetros multifeixe, para um maior detalhamento da topografia submarina; e do Veículo Remotamente Operado (ROV), para imagear o fundo do mar e coletar pequenas amostras de rochas e da fauna bentônica.

A coleta de dados na ERG contou com pesquisadores da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais, do Serviço Geológico Brasileiro, e de outras oito instituições de pesquisa, além da equipe de operadores do ROV e de uma geóloga do Centro de Hidrografia da Marinha.


Veículo Remotamente Operado em operação na
Elevação do Rio Grande
Fonte: Marinha do Brasil

You Might Also Like

0 comentários