Comandante da Marinha visita estande da Amazul na LAAD

06:26

Comandante da Marinha durante visita ao estande
O Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, acompanhado de outros almirantes, visitou o estande da Amazul na LAAD Defence & Security 2019 no dia 2 de abril, no Rio de Janeiro-RJ. Eles foram recebidos pelo Diretor-Presidente Ney Zanella dos Santos, pelo Vice-Almirante Antonio Carlos Soares Guerreiro, pelo Vice-Almirante (EN) Francisco Roberto Portella Deiana, pelo Diretor de Administração e Finanças da Amazul, Antonio Bernardo Ferreira, e pelo Diretor de Gestão do Conhecimento e Pessoas da empresa, Luís Antônio Rodrigues Hecht.
No primeiro dia da feira, a mais importante da América Latina na área de defesa e segurança, o estande da Amazul recebeu representantes de várias empresas e instituições.
Os diretores se reuniram com representantes da empresa Weg para tratar do desenvolvimento de motores de ímãs permanentes, que poderão equipar tanto o submarino com propulsão nuclear como atender às necessidades da área de transportes como trens.
O estande, que conta com maquetes do submarino de propulsão nuclear e do reator nuclear, foi elogiado pelos visitantes e dá destaque aos projetos dos quais a empresa participa dentro Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), do Programa Nuclear da Marinha (PNM) e do Programa Nuclear Brasileiro (PNB).
No PNM, a Amazul atua nos projetos para construir, comissionar e operar reator nuclear de potência, totalmente nacional, e para a produção em escala industrial do combustível nuclear. A tecnologia poderá ser empregada para equipar o submarino com propulsão nuclear ou para iluminar uma cidade.
Em relação ao PROSUB, a Amazul está comprometida em buscar parcerias com empresas para aumentar o grau de nacionalização dos submarinos convencionais e com propulsão nuclear, contribuindo também para o fortalecimento da base industrial de defesa. Por meio de acordos de cooperação técnica, ajuda a desenvolver tecnologias como o sistema de gerenciamento integrado e o sistema de combate de submarinos.
A empresa também participa do PNB. Em parceria com a Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), é coexecutora do empreendimento do Reator Multipropósito Brasileiro, voltado para pesquisas, testes de materiais e produção de radioisótopos para aplicação em diversas áreas, como indústria, agricultura, meio ambiente e medicina nuclear. Mas a principal missão do RMB é suprir o mercado brasileiro de insumos para a produção de radiofármacos destinados ao diagnóstico e tratamento de doenças como o câncer.
A gestão de conhecimentos faz parte do portfólio de negócios da Amazul, que desenvolveu uma metodologia que está sendo aplicada em unidades da Marinha. O projeto-piloto recebeu o 17º Prêmio Learning & PerformanceBrasil 2018/2019, na categoria Referência Nacional, que reconhece as melhores práticas em aprendizado e performance.
Em 2018, a Amazul foi classificada no primeiro nível do Indicador de governança, junto com 25 seletas empresas como Banco do Brasil e Petrobras. Criado pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, órgão do Ministério do Planejamento, o Indicador de Governança é um instrumento para acompanhar o desempenho das empresas estatais neste quesito.
Amazul apresenta na LAAD projetos de programas estratégicos

Fonte: Marinha do Brasil

You Might Also Like

0 comentários